Director: Américo Natalino de Viveiros Director Adjunto: Santos Narciso
Escolha a cor do seu tema: Skin Vermelha Skin Verde Clara Skin Azul Skin Azul Bébé Skin Amarela

Gráfica Açoreana   Diario dos Açores   Atlantico Expresso   Associanissima

Arquivos
A A A

Pedro Pauleta, Príncipe em Paris

30 Maio 2009 [Desporto]

É neste bonito Estádio do Parque dos Príncipes da cidade luz ou do amor, como a queiram caracterizar, o palco que tantas e tantas alegrias deu a Pedro Pauleta, transformando em realidade o que sonhara quando criança nas ruas de terra da freguesia de São Roque, a pouco mais de dois quilómetros da cidade de Ponta Delgada.
Foram milhões de franceses e de açorianos espalhados pelos quatro cantos do Mundo, bem como a sua prestimosa família e amigos, que vibraram com os seus golos, quer ao serviço do Paris Saint-Germain, onde foi o maior “artilheiro” com os seus cem golos, bem como da selecção portuguesa.
Com os mesmos olhos de sempre, pequenos, brilhantes e vivos. O olhar começa a ser outro. Se é possível ver o Mundo nos olhos de alguém, o olhar de Pedro Pauleta estende-se como um livro de escrita simples e onde brotam muitas emoções a cada instante, misturadas com memórias sentidas, muitas histórias desportivas vividas paixões arrebatas.
Apesar de, a muito custo, se ir afastando dos relvados, contínua sempre por dentro do futebol, Pauleta mantém aquele sorriso tímido retrata toda uma maneira de ser e de estar. A voz pausada e serena continua a espelhar o retrato exemplar de profunda ligação a uma profissão que lhe preencheu o coração.
Ainda a viver os primeiros momentos após o último jogo oficial da sua longa e profícua carreira de futebolista, onde foi Príncipe na cidade dos Príncipes, o ciclone dos Açores vai pisar amanhã pela última vez a relva do Estádio Parque dos Príncipes da cidade de Paris, naquela que é a sua festa de despedida do clube da capital francesa.
Por via disso, domingo 31 de Maio, pelas 14h00, com transmissão directa na Sport TV, Pauleta vai ser alvo da merecida homenagem do clube francês. Uma festa onde não faltarão um grupo folclórico, provas de vinho e de queijo dos Açores, para além de outras iniciativas para perpetuar um dos históricos jogadores que nos últimos oito anos, em França, representou o Bordéus e o Paris Saint Germain, conquistando todos os prémios que havia, com o devido destaque para o melhor jogador e de melhor marcador do campeonato de França.
Sobre mais este momento ímpar na sua vida, Pauleta confessa: “é a oportunidade de dizer adeus aos clubes do Bordéus e ao Paris Saint-Germain, bem como a uma cidade, e a um País onde sempre me trataram bem”.
O ponto alto da festa é o jogo de futebol com os amigos do açoriano, (a maioria já retirados do futebol), e a actual formação do Paris Saint-Germain.
Do vastíssimo lote de amigos, há três que Pauleta fez questão que estivessem presentes: Victor Simas, Cavaco (Estoril) César Brito (Salamanca), salientando “foram três pessoas muito importantes no desenrolar da minha carreira, que me ajudaram muito, daí fazer questão que estivessem presentes nesta festa. Fico muito contente com a sua presença porque é uma oportunidade de eles estarem de novo comigo, num Estádio que terá um ambiente fantástico”.
Entretanto, por estarem a cumprir a última jornada do campeonato italiano, não vão marcar presença, Luís Figo e Costinha, enquanto Cristiano Ronaldo ficou impedido de jogar no Parque dos Príncipes, em virtude dos trabalhos da Selecção de Portugal.
Confirmadas estão as presenças dos jogadores portugueses Fernando Couto, Hélder (que jogou com Pauleta no Corunha), Nuno Gomes e Bruno Bastos e ainda o francês Hélli Booke, (responsável pela ida de Pauleta para o Bordéus), Dominique Rocheteau, Alain Roche, Youri Djorkaeff, Mendy, Turran, Raí, entre outros.
Para o seu director da Escolinha de Futebol e amigo de longa data, Victor Simas à nossa reportagem disse “sinto uma grande satisfação, por duas razões: primeiro porque vou poder participar na festa de um de um grande jogador, onde jogamos lado a lado no início da sua carreira e de um bom amigo, por isso, recebi com grande satisfação o convite que me fez. Em segundo por poder participar numa festa, ao lado de grandes jogadores de futebol, muitos dos quais viveram naquele palco grandes momentos de alegria, será por certo um momento único para mim, porque não é todos os dias que pisamos um relvado de um bonito estádio, para mais para uma bonita festa que está a ser planeada ao pormenor para o Pedro Pauleta, será por certo um momento indescritível.”, reitera.
Para além da sua família, vai marcar presença uma vez mais no Parques dos Príncipes o prestigiado jornalista açoriano, José Silva, Coordenador Geral do Desporto da RTP/RDP/Açores, seu amigo de longa data e que muitas páginas já escreveu sobre a vida futebolística de Pedro Pauleta, e de seu pai, desde o início da sua carreira até alcançar as luzes da ribalta.

Versão de Impressão